quarta-feira, 22 de junho de 2016

Ação de limpeza na Linha Cará




Os moradores da Linha Cará, com o auxílio de uma equipe da FUNDEMA, realizaram uma ação de limpeza em um ponto de descarte irregular de resíduos, localizado às margens de um córrego da comunidade. Foram retirados diversos tipos de resíduos, incluindo mais de 100 pneus, os quais são objeto de campanha de recolhimento específica pela FUNDEMA. Os materiais estavam jogados em uma área de preservação permanente - APP, que é protegida por lei e deveria estar livre de contaminação, pois desempenha um papel fundamental na qualidade das águas, no controle da erosão e preservação da fauna.


segunda-feira, 13 de junho de 2016

FUNDEMA promove ação educativa na Semana Mundial do Meio Ambiente

Em virtude da Semana Mundial do Meio Ambiente, mais de 100 alunos do sexto ano de quatro escolas municipais de Caçador participaram da ação promovida pela FUNDEMA, com apoio da Caixa Econômica Federal. Sobre a preservação dos recursos hídricos e sua importância, iniciativa esta orientada por Andréa Tozzo Marafon, bióloga, e Raquel Gomes de Almeida diretora de meio ambiente da FUNDEMA.
A ação procurou mostrar aos alunos envolvidos as origens da água que consumimos, tanto no meio rural como no urbano, o tratamento que recebe antes de ser distribuída e utilizada e os processos que ocorrem em uma estação de tratamento de efluentes, buscando assim sensibilizá-los sobre a sua proteção, consumo consciente e complexidade dos processos que tornam possível devolvê-la, com qualidade, ao ambiente.
Primeiramente os alunos conheceram uma APP (Área de Preservação Permanente), localizada na comunidade Rio Bugre, onde aprenderam a importância de preservar a mata ciliar dos rios. Logo então, os alunos seguiram para outra propriedade, na mesma localidade, para observar um exemplo de nascente protegida através do sistema caxambu, ali implantado nesta propriedade durante o projeto “Recuperação, preservação florestal de nascentes e áreas que margeiam o manancial de abastecimento público de Caçador” financiado com recursos da Caixa Econômica Federal. Nesse local, os alunos puderam compreender de onde vem a água que consumimos e a contribuição das nascentes na formação dos rios.  O aluno Luiz Henrique Pohlenz do Santos da escola Alto bonito, disse que nunca tinha visto uma nascente, e que não sabia que era de lá que se formavam os rios. “gostei da visita, aprendi várias coisas sobre a água e principalmente por poder conhecer de onde vem a água que tomamos”, ressalta o aluno.

Na sequência, os alunos seguiram para o bairro Santa Catarina onde situa-se o local de captação de água para o abastecimento público do município.
E logo após, dirigiram-se a estação de tratamento de água da CASAN situada no mesmo bairro. Lá os alunos receberam orientações dos operadores da estação sobre as etapas do tratamento de água a fim de torna-la potável. Segundo a aluna Laís Naiana Marques, da escola Pierina Santin Perret, ela aprendeu diversas coisas na visita e se divertiu fazendo isto fora da escola: “foi muito divertida a visita e o que mais gostei foi conhecer a estação de tratamento de água”, disse a aluna.
As visitas encerraram-se pela estação de tratamento de efluentes localizada no loteamento Ulysses Guimarães. Na estação, as crianças puderam observar os processos necessários para tornar a água, utilizada no esgotamento sanitário, apta a ser devolvida ao meio ambiente.
Segundo Andréa Tozzo Marafon, bióloga da FUNDEMA, “ações como esta são fundamentais para que as crianças percebam a complexidade dos processos envolvidos na obtenção e consumo desse recurso vital, sensibilizando-os sobre a importância de sua preservação e consumo responsável”.

terça-feira, 31 de maio de 2016

Acadêmicos da UNOESC visitam o Aterro Sanitário Municipal de Caçador

No dia 21 de maio de 2016, acadêmicos da 3ª e 7ª fase do curso de Engenharia  Sanitária e Ambiental da Universidade do Oeste de Santa Catarina – UNOESC visitaram o Aterro Sanitário Municipal de Caçador. A visita foi acompanhada pelo Engenheiro Ambiental da empresa concessionária,  André Kleine, pela bióloga da Fundema Andréa Tozzo Marafon e pelo professor  Rafael Hoppen dos Santos que ministra as disciplinas de Atividade Curricular Complementar III e Gerenciamento de Resíduos Sólidos.

Na oportunidade os acadêmicos conheceram a rotina operacional do aterro, desde o recebimento e pesagem dos resíduos até o espalhamento, compactação e aterramento dos mesmos, observando também o sistema de drenagem de gases e de líquidos bem como o seu tratamento.

Com a visita, os acadêmicos tiveram a oportunidade de aprimorar os conhecimentos obtidos em aula assim como vivenciar uma experiência que os aproximou da sua  realidade profissional.

quarta-feira, 18 de maio de 2016

FUNDEMA coleta primeira carga de pneus

Durante esta semana, a Fundação do Meio Ambiente coletou a primeira carga de pneus por meio da campanha de coleta de pneus, que tem o intuito de destinar corretamente este resíduo, sendo também uma das medidas tomadas pela Prefeitura do município ao combate a dengue. Dando andamento a campanha, a FUNDEMA está recebendo ligações através dos telefones 3567-2880 e 3567-2344  com informações de todas as pessoas que possuem pneus em suas casas, amontoados no quintal ou em terrenos baldios vizinhos para posterior coleta dos pneus.

A coleta gerou uma carga de 4580kg de pneus 

Ressaltando que a campanha destina-se à pessoas físicas que residem no município, excluindo-se empresas que possuam pneus armazenados, pois as mesmas tem a obrigação legal de destinar de maneira adequada esses resíduos, mais informações serão disponibilizadas pelos telefones da fundação.


sexta-feira, 13 de maio de 2016

FUNDEMA inicia campanha de coleta de pneus

A Fundação Municipal do Meio Ambiente em parceria com a Secretaria da Saúde e Vigilância Epidemiológica e Prefeitura Municipal de Caçador dará início na próxima semana, a primeira Campanha de Coleta de Pneus, que tem por objetivo auxiliar a população a destinar corretamente esse resíduo.

Os pneus destinados de maneira inadequada contribuem para o assoreamento e enchentes quando descartados nas encostas dos rios. Quando são incinerados liberam diversas toxinas prejudiciais ao meio ambiente e a saúde humana.  Os pneus apresentam alto risco de incêndio para os locais onde são armazenados e são criadouros e abrigo para vetores de diversas doenças, em especial a dengue.

A partir da próxima semana, segunda feira (16/05/2016), a FUNDEMA receberá através dos telefones 3567-2880 e 3567-2344 ligações com informações de todas as pessoas que possuem pneus em suas casas, amontoados no quintal ou em terrenos baldios vizinhos para posterior coleta dos pneus.

A campanha destina-se a pessoas físicas que residem no município, excluindo-se empresas que possuam pneus armazenados, pois as mesmas tem a obrigação legal de destinar de maneira adequada esses resíduos, mais informações serão disponibilizadas pelos telefones da fundação.

Por Gustavo kucher Furlin

terça-feira, 5 de abril de 2016

FUNDEMA pede ajuda para coleta de sementes de goiaba serrana


Mais uma vez, a Fundação Municipal do Meio Ambiente, através da campanha “Coletar para poder plantar”, pede a ajuda de toda a população na coleta de sementes de goiaba serrana. A fim de produzir novas mudas no Horto Florestal Municipal. Esta espécie possui um grande potencial ecológico por ser atrativa a muitas espécies de aves, além de ser utilizada em recuperação de áreas degradadas e no paisagismo. A planta já se encontra em período de frutificação e sua coleta é realizada quando começa a queda espontânea de seus frutos. Caso possua os frutos em sua propriedade e tenha interesse em doá-los, entre em contato com a FUNDEMA pelos fones: 3567-2880 ou 3567-2344, mesmo que os frutos estejam no chão.



Colabore, plante, cuide e cultive essa ideia.

sexta-feira, 1 de abril de 2016

Alunos do CRAS Martello visitam propriedade do SOS Nascentes

Nesta quarta-feira dia trinta de Março, 42 alunos de turmas do CRAS Martello estiveram visitando a propriedade de seu Almir Hoffmann, localizada no Assentamento Hermínio Gonçalves, com o intuito de conhecer a proteção de nascente modelo Caxambu implantada pela FUNDEMA. Sob a orientação da Bióloga da FUNDEMA Andréa Tozzo Marafon e Raquel Gomes de Almeida Diretora de Meio Ambiente.


Segundo as professoras do CRAS Martello os alunos estavam discutindo o tema água, e a visita a campo foi para que as crianças pudessem conhecer na prática os assuntos abordados, como a importância da água e sua conservação. A aluna Andriele Vitória Aires dos Santos gostou da visita, pois, segundo ela aprendeu mais sobre a importância da água, por conhecer de onde nascem os rios e principalmente pelo fato de aprender na prática os assuntos que suas professoras já haviam comentado.

Andréa Tozzo Marafon Bióloga da FUNDEMA ressalta que "As vivências em educação ambiental em contato com a natureza aumentam a percepção dos alunos em relação às questões ambientais, sensibilizando-os mais facilmente sobre os temas tratados, ao mesmo tempo que os integra ao ambiente natural".








quinta-feira, 24 de março de 2016

Esses pequenos precisam de um lar com urgência, eles estão com uma senhora que não tem condições de criá-los. Caso você tenha interesse, entre em contato com a Fundema pelos telefones (49) 3567-2880 ou (49) 35672344. 
"Adote, porque o amor não tem preço nem raça."


segunda-feira, 14 de março de 2016

A Fundema realizou na semana passada 18 atendimentos veterinários e foram averiguadas 5 denúncias de maus tratos e abandono.


sexta-feira, 11 de março de 2016

Cronograma de coleta de lixo do interior

A Fundação do Meio Ambiente informa as novas datas de coleta de lixo para as linhas do interior do município neste mês de Março. A empresa passará fazendo a coleta na parte da manhã, o caminhão passa no sentido do centro da comunidade fazendo o contorno na estrada principal, passando de portão em portão. Caso a residência seja mais retirada, os moradores deverão acondicionar seu lixo em sacos plásticos e levá-los até a estrada principal da comunidade.

                                                      Linha
Data
Castelli, Adolfo Konder, Horto, Assentamento e Cachoeirinha
14/03/2016
Troia, Santana e Cerro Branco
16/03/2016
São Sebastião e km 17
18/03/2016
Laranjeira, Tamanduá, Carmo e Aparecida
19/03/2016
Cará
21/03/2016
São Pedro
23/03/2016
Caixa d' água e Faxinal São Pedro
28/03/2016
Rio Bugre e Serra Azul
30/03/2016







quarta-feira, 9 de março de 2016

Todos os terrenos baldios deverão ser roçados em até duas semanas


Os proprietários de terrenos baldios em Caçador têm poucos dias para efetuarem a roçada e limpeza de seus lotes, segundo uma notificação geral emitida pela Fundação do Meio Ambiente (Fundema) nesta semana, através do Diário Oficial. Esta é a primeira vez que um edital notifica todos os moradores, pois antes o procedimento era feito individualmente. O prazo de 15 dias úteis para realizar o serviço começou a valer na quarta-feira passada (2), e em caso de descumprimento cabe multa.
Nelson Bastian, de 54 anos, mora no bairro Bello e tem enfrentado problemas com o mato alto em algumas ruas próximas a sua residência. Segundo o morador, no bairro existem pelo menos quatro locais em situação crítica, como na subida da mão inglesa, rua Curitiba, rua Brasília e na rua da sua casa.
“Toda a vizinhança está reclamando. As calçadas têm meio metro de largura só, e o mato tomou conta delas. Não tem mais como andar com segurança, porque o pessoal tem que andar fora da calçada, na rua”, destaca o senhor.
Situações como esta devem mudar. Com a notificação feita pela Fundema para todos os proprietários de Caçador, incluindo todo o perímetro urbano e bairros, muita gente terá que colocar seus terrenos em ordem. O não cumprimento desta notificação dentro do prazo, que vai até o dia 22 de março, prevê multa imediata, informa Gustavo Furlin, fiscal da Fundema.
“O edital notificou todos os proprietários de terrenos baldios e deu um prazo, e caso os lotes continuem sujos, os proprietários estarão passíveis de autuação. Estamos tomando esta medida devido à grande quantidade de denúncia. Nesses dois primeiros meses do ano, já foram cerca de 150 terrenos denunciados”, explica o fiscal.
A multa obedece uma lei municipal que passou a valer no ano passado. De acordo com a norma, a multa será calculada de acordo com o tamanho, sendo R$ 0,40 por cada metro quadrado de terreno. Em caso de reincidência, será acrescido 20% do valor. A Prefeitura também poderá mandar uma empresa executar a roçada do terreno irregular, cujo custo será cobrado posteriormente do proprietário ou ocupante das terras, além da multa já prevista.
“Além da multa, a Prefeitura poderá cobrar pelo serviço. Ou seja, vai sair caro. É importante que a comunidade saiba a importância de manter os terrenos limpos. A maioria das denúncias são feitas pelos próprios vizinhos, que estão incomodados com o mato, com a proliferação de animais peçonhentos como cobras e aranhas, e agora preocupados com focos de mosquitos. É pelo bem da comunidade”, destaca Gustavo.

Fonte: Jornal Informe 

Esses gatinhos estão disponíveis para adoção, caso você tenha interesse deve entrar em contato com Ana pelo telefone 3563-2156. 





Esses lindos gatinhos estão a procura de um lar, são saudáveis, doceis e adoram brincar. Caso você tenha interesse em adota-los pode entrar em contato com  Marisa Kaipers pelo telefone 9841-4419.


sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

Esses filhotes estão disponíveis para adoção, sendo três machos e duas fêmeas, são dóceis e adoram brincar. Caso tenha interesse entre em contato com a Fundema pelos telefones (49) 3567-2880 ou (49) 35672344. 



A Fundação Municipal do Meio Ambiente está realizando um saldão das últimas unidades de camisetas do projeto Amigo de 4 Patas!
Toda a verba arrecadada será revertida para a compra de medicamentos e produtos veterinários para o atendimentos de animais de rua.
Ajude-nos a garantir a saúde e qualidade de vida dos pequenos anjos que não possuem um lar! Adquira já a sua camiseta. Venha até a Fundema ou entre em contato pelos telefones (49) 3567-2880 ou (49) 35672344.